Publicidade

Concorrência do Distrito de Silvânia acontece no dia 6 de fevereiro

Foto1diAbertura dos envelopes acontecerá no Departamento de Compras e Licitações a partir das 8h30.

Uma boa notícia para aqueles que ainda desejam ampliar ou instalar sua empresa no Distrito Industrial de Silvânia. A Prefeitura de Matão informa que acontecerá novamente a abertura dos envelopes da Concorrência Pública aos interessados no dia 6 de janeiro, a partir das 8h30, no Departamento de Compras e Licitações. Para mais informações, basta entrar em contato com a Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, na Rua 28 de agosto, 651, Centro. Atendendo de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, o telefone para contato é 3384-7575.

Empresas de médio e grande portes já podem ser instaladas no local. Até o momento, 19 empresas compraram 72 lotes, gerando 216 empregos. Agora, resta apenas 59 de 131 terrenos que foram disponibilizados no início deste processo. A infraestrutura do Distrito está pronta, permitindo a instalação imediata das empresas, desde que os projetos de construção sejam aprovados pelo órgão responsável. Lembrando que os lotes possuem de 1000 m² até 1800 m² para o empresário dar o lance mínimo de 10% do valor de avaliação do lote. Os empreendimentos estão animando o setor de construção civil e abrirão novas vagas no mercado de trabalho.

Vale destacar que as antigas concessões foram revogadas. Portanto, as empresas interessadas devem participar da licitação para poder adquirir os terrenos. É importante observar quais os tipos de atividades que podem ser realizadas (Cetesb). As empresas terão o prazo de seis meses para fazer o projeto, aprová-lo e iniciar as obras. Já a finalização deve ocorrer no máximo de 360 dias, caso não seja cumprida, a Prefeitura de Matão poderá retomar essas áreas para concessão a uma nova empresa.

Após 14 anos do protocolo feito junto à Cetesb, a atual gestão resolveu as pendências que existiam desde 2003. Ao longo de 2017, aconteceu um amplo trabalho de adequação do distrito e a liberação foi amparada pelos trâmites legais, que ainda incluiu a licença de operação publicada pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb). Dentre os ajustes realizados estão a recuperação das galerias de águas pluviais, pavimentação, interligação da rede de esgoto, construção das calçadas ecológicas e adequações na área verde, instalação da bomba d’água, outorga do poço, plantio de árvores e outras questões ambientais.

Foto2dis

Pesquise no Site

Publicidade