Publicidade

Atenção
  • JFolder::files: O caminho não é um diretório. Caminho: /home/mataonet/public_html/images/2015/avane
Aviso
  • There was a problem rendering your image gallery. Please make sure that the folder you are using in the Simple Image Gallery plugin tags exists and contains valid image files. The plugin could not locate the folder: images/2015/avane

Delegado diz que jovem assassinada em canavial na cidade de Araraquara pode não ter sido violentada

vanessaformatura s300O delegado Elton Hugo Negrini informou que desapareceram o celular de Vanessa, bem como parte de seus documentos, além de seu cartão de crédito. Foto formatura da moça

O delegado Elton Hugo Negrini da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) que acompanhou a necropsia no corpo da vendedora Vanessa Ângelo Teixeira de Oliveira, de 21, que foi assassinada na noite da última quarta-feira (5) em Araraquara.

Disse que a jovem recebeu 22 facadas que atingiram braços, cabeça, pescoço e tórax. Segundo ele os médicos legistas confirmaram que a garota não teria sido violentada, porém a pedido da DIG eles recolheram materiais para análises.

Negrini disse que ainda não encontrou explicação para o crime monstruoso e aponta o padrasto de Vanessa, o desempregado Elton Renato Nunes Francisco, 34, como o principal suspeito.

Elton não tem emprego fixo, vive de bicos , a esposa dele que trabalha como cozinheira e a afilhada Vanessa, que era vendedora da loja Casa & Coisa, no Shopping Jaraguá que sustentavam a casa.

O delegado informou que tanto integrantes de sua equipe, quanto a do delegado Fernando Teixeira Bravo estão na cidade e também na região tentando localizar o veículo usado pelo desempregado. {gallery}avane{/gallery}

Pesquise no Site

Publicidade