Publicidade

Campanha para regularização de ligações de água é lançada em Matão

fraudePrazo para regularizar fraude na água, sem multa, vai até o final deste mês A concessionária Águas de Matão iniciou esta semana uma campanha contra fraude nas ligações de água da cidade.

A campanha está sendo veiculada nas emissoras de rádio, jornais, sites e oudoors com o objetivo de conscientizar a população sobre os prejuízos causados por fraudes, bem como divulgar o prazo para auto denúncia. Os clientes que procurarem a concessionária, na Loja de Atendimento ou pela Central 0800 721 6464, até o final deste mês de outubro estarão isentos de multa ou qualquer outra medida administrativa.

A partir de novembro, no entanto, quem for flagrado pela equipe de fiscalização da companhia será autuado com multa de R$ 600 mais a cobrança retroativa das contas de água referentes ao período em que o hidrômetro esteve adulterado.

Popularmente conhecida como gato na água, a fraude configura crime, segundo o Código Penal Brasileiro, e suas sanções, que incluem multa e medidas administrativas, estão previstas no Regulamento dos Serviços de Água de Esgoto do município de Matão.

“Somando o valor da multa à cobrança da diferença da conta de todos os meses fraudados, conforme previsto no Regulamento dos Serviços, o cliente terá um custo alto para regularizar sua ligação. Por isso, optamos por estabelecer um prazo para que o próprio cliente procure nossa Loja de Atendimento a fim de regularizar a situação”, informa o gerente da Águas de Matão, Marcos de Araújo.

Ele ressalta que a equipe de fiscalização da concessionária já está atuando no combate à fraude. A ligação irregular de água compromete o abastecimento de água de toda a cidade. Dados do setor apontam que o índice de perdas de água no Brasil é de 40% e metade deste percentual seria provocado por fraudes.

“Quem frauda não se preocupa em fazer uso racional da água nem toma os cuidados necessários com a ligação, podendo, entre outras irregularidades, contribuir com a contaminação da rede de abastecimento”, conclui.  

Pesquise no Site

Publicidade