Publicidade

Vereador Nau pede combate a infestação de escorpiões

Nau nauVereador Nau pede intensificação no combate ao escorpião em Matão

Preocupado com a situação e atendendo aos pedidos de moradores de vários bairros da cidade, o vereador Ednaldo Leão da Rocha (Nau) apresentou indicação de nº 040/2019 na Sessão Ordinária desta segunda-feira, 11, da Câmara Municipal de Matão, solicitando que a Secretaria de Saúde, por meio do setor de Controle de Vetores, realize combate eficaz à proliferação de escorpiões.

O vereador também solicitou ao Controle de Vetores que fiscalize e, se for necessário, notifique os proprietários de terrenos baldios em nossa cidade quanto aos cuidados que devem ser tomados para que não haja proliferação de escorpião. “Inúmeras crianças brincam próximas a esses terrenos baldios, que existem em praticamente todos os bairros de nossa cidade, em situação real de serem picadas, por isso o pedido pela fiscalização, notificação e, em último caso e se necessário, aplicação de multas para os proprietários destes terrenos, uma vez que colocam a integridade de moradores vizinhos em risco com o fato de não cuidarem adequadamente de suas propriedades”, disse o vereador.

Outra solicitação feita pelo vereador foi para que sejam realizadas ações de controle através de mapeamento de locais com maior incidência/registros para fins preventivos, bem como de educação e esclarecimento da população, inclusive nas ações educativas, aplicando o Manual de Controle de Escorpiões do Ministério da Saúde. "São animais perigosos, que se escondem em entulhos, lixos, restos de madeiras e de construções. As autoridades precisam combatê-los e também orientar as pessoas a manterem suas casas e terrenos sempre limpos. Além de combater a proliferação dos escorpiões, isso ainda ajudará a diminuir os focos de dengue", destaca o parlamentar.

PERIGO:

O escorpião amarelo que tem aparecido no interior de São Paulo é um dos mais perigosos. O veneno atinge o sistema nervoso, provoca alterações respiratórias e acúmulo de líquidos nos pulmões. Pesquisadores acreditam que a proliferação do bicho esteja relacionada ao desaparecimento de predadores naturais como sapos e corujas. Além disso, o lixo acumulado em terrenos baldios e residências atraem insetos como baratas, que são os alimentos preferidos dos escorpiões.

NÚMEROS:

Segundo o Ministério da Saúde, os ataques de escorpiões cresceram quase 800% desde 2000, principalmente na região Sudeste do Brasil. O estudo já identificou que a região de São José do Rio Preto é a que mais registrou acidentes nos últimos dez anos em todo o estado de São Paulo.

Pesquise no Site

Publicidade