Publicidade

  • planacon
  • VarejaodoCampo baixaresol-10
  • Museu Industria
  • Casadas Rações-1
  • Imagem nau
  • cab 20160504081400-1
  • 100 0273-1-0
  • Polegato-2

Hospital participa do projeto “Mãos limpas são mãos mais seguras”

Image00023A higienização das mãos é a medida individual mais simples e mais barata e/ou menos dispendiosa para prevenir e controlar as infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS), visando à segurança do paciente, dos profissionais de saúde e de todos aqueles envolvidos nos cuidados aos pacientes.

Com base nisso e considerando a RDC 36/2013, que integra o elenco de medidas do Programa Nacional de Segurança do Paciente do Ministério da Saúde e da Anvisa, o Hospital Carlos Fernando Malzoni aderiu ao projeto do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) “Mãos limpas são mãos mais seguras”, com o principal objetivo de continuar prevenindo e controlando as infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS) dentro da instituição, reforçando para seus colaboradores a importância da correta higienização das mãos.

Para implantar o projeto “Mãos limpas são mãos mais seguras”, o Hospital teve que passar por algumas fases impostas pelo CVE. São elas: 1) Formação do Grupo de Higienização das Mãos (GHM); 2) Avaliação básica da estrutura existente e escolha das unidades participantes (UTI Adulto, UTI Neonatal e Pediátrica, Central de Materiais e Esterilização, Centro Cirúrgico e Hemodiálise); 3) Avaliação de retorno através da aplicação de questionário aos funcionários das unidades para verificação do conhecimento sobre higienização das mãos e medição da quantidade de gel alcoólico utilizado por unidade; 4) Capacitação teórica e prática; 5) Avaliação final através de nova aplicação de questionário e nova medição da quantidade de gel alcoólico.

Atualmente, o Hospital encontra-se na fase 4. Durante esta semana, o GHM está oferecendo a todos os profissionais que trabalham na instituição uma capacitação para aperfeiçoar e reforçar a higienização das mãos. Para complementar esta fase, o GHM disponibilizou adesivos que foram colados nos dispensadores de sabonetes e gel acoólico e banners que foram espalhados pela instituição para orientar e envolver colaboradores, que por sua vez deverão instruir acompanhantes de pacientes e até mesmo visitantes. Concluído o projeto, após a avaliação final e a aprovação, o trabalho desenvolvido pelo Hospital de Matão ficará exposto no site do CVE como exemplo para outras instituições de saúde.

Pesquise no Site

Publicidade